Ter um olhar marcante e feminino está no topo da lista de desejos da maioria das mulheres. Há muito pouco tempo caiu no gosto das famosas uma técnica diferente e que promete o tão cobiçado efeito dos cílios curvados: a extensão de cílios fio a fio.

Essa técnica é indicada para pessoas que tenham queda de pelos nas pálpebras ou apenas para fins estéticos. Isso porque ela promete cílios marcantes e volumosos, com fios alongados e aspecto natural. E o melhor de tudo, é que a durabilidade é de aproximadamente 20 dias. Todas essas vantagens contribuíram para que produtos como as máscaras para cílios e os cílios postiços, itens indispensáveis, fossem deixados de lado.

Porém, o que muitas mulheres não sabem é que esse tipo de alongamento pode ser bem perigoso caso seja realizado por profissionais não capacitados. Por isso, precisamos tomar alguns cuidados antes de fazer o procedimento.

Como escolher bem a profissional

Escolher o extensionista de cílios envolve procurar salões de beleza confiáveis, o ideal é buscar por indicação de amigas. Stalkear as redes sociais do profissional em busca de comentários positivos sobre o trabalho dele também vale a pena.

É importante conversar sobre qual o tipo de técnica será utilizada em cada caso e a espessura do fio desejado. Dar uma olhadinha no ambiente onde será feito o procedimento é essencial, pois ele deve estar limpo e climatizado na hora do procedimento. Além disso, é necessário procurar saber também, sobre a qualidade do material utilizado. Materiais de baixa qualidade podem causar danos irreversíveis.

O procedimento de aplicação de extensão fio a fio é bastantes simples. Começa com os fios sintéticos ou de seda sendo aplicados com uma pinça, um a um, por cima de cada fio de cílio natural e fixados com cola. Essa cola deve ser aplicada em proporção adequada, sem deixar resíduos. Deve ficar invisível ao secar e o mais importante: todo o procedimento deve ser indolor.

Principais riscos e como evitá-los

Assim como em qualquer procedimento estético, pode ocorrer efeitos inesperados na extensão fio a fio. Algumas peles mais sensíveis, por exemplo, podem apresentar alergias aos componentes do fixador. Isso pode ocasionar ardência, coceira nos olhos e no rosto e até conjuntivites químicas, em casos mais graves quando entram em contato direto com o globo ocular. Por isso é importantíssimo que, antes do procedimento, o profissional faça em você o teste alérgico.

É importante saber também, que a cola deve específica para extensão e não aquelas utilizadas para os cílios postiços. Afinal de contas, ela vai ficar no olho por mais de 15 dias! Por isso, devem ser utilizados sempre produtos certificados, hipoalergênicos e que não causem danos à saúde.

O uso de colas de baixa qualidade, ou até mesmo inadequadas para esse procedimento, também podem fazer com que os fios naturais se tornem fracos e quebrem. Em casos extremos, podem cair de forma permanente e irreversível, ou seja, não vão nascer nunca mais.

Resultado de um alongamento feito por uma pessoa sem qualificação

Uma outra problemática que envolve a sobreposição dos fios, é que quando mal feita, deixa aparência do olhar ‘carregada’, com aspecto de fios embaraçados. Se o isolamento não for bem feito, pode também formar tufos de pelo em um ponto específico, dando volume exagerado ou artificial ao olhar.

Além da escolha do tamanho e da curvatura dos fios, decidir a quantidade deles também é importante. O peso dos fios extras acabam estressando os fios naturais e forçando a raiz dos pelos o que pode causar a queda deles.

Ao final de 20 dias, é possível que a maioria dos cílios já tenham caído. Os que permanecerem fixados só devem ser retirados pelo profissional que os aplicou. O produto removedor assim como a cola, também deve ser específico e hipoalergênico. O procedimento de remoção deve ser feito dentro dos mesmos padrões da extensão, pois falta de higiene pode provocar inflamações na córnea. Os fios devem ser retirados com bastante cautela, para que não danifique os cílios naturais nem cause irritação da pele na região das pálpebras.

Conclusão

O alongamento de cílios fio a fio é trás um resultado belíssimo. Contudo devemos ter muito cuidado com a escolha do profissional que fará o procedimento. Esta é a parte mais crucial!

O melhor é que você escolha através da recomendação de alguém que você conheça e confie. Mas você também pode (e deve) pesquisar sobre trabalhos anteriores, fotos e feedbacks nas redes sociais. De modo geral, o bom profissional é responsável e utiliza apenas produtos de boa qualidade e dedica seu tempo para dar aquele capricho especial em cada trabalho.

Seguindo estas dicas você aumenta muito a probabilidade de que tudo ocorra como se espera e tenha ainda mais destaque na beleza de seu olhar.

Você ou alguém que você conheça já tiveram problemas alongando os cílios? Me conte nos comentários!

Giovana Maimoni
Giovana Maimoni

Manicure, depiladora, maquiadora e designer de sobrancelhas e cílios profissional desde 2013. Minha missão é dividir meu conhecimento e experiência na área da beleza com o máximo pessoas, fazê-las felizes e tornar o mundo melhor e mais belo.

    2 respostas para "Extensão de cílios fio a fio: conheça os riscos"

    • Maíra Santiago

      Bela Explicação.
      Fiz um curso de extensão de cílios com cada uma dessas técnicas e super recomendo pra quem pretende aprender ou aperfeiçoar, tanto para Hobbie ou para fazer uma renda extra.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.